Libido

Libido

Libido: Quanto desejo sexual é normal?




A intensidade com a que se deseja manter relações sexuais (conhecida com o nome de “libido”) varia muito de uma pessoa pra outra, e inclusive muda também no mesmo indivíduo dependendo das circunstâncias. De fato, a maioria dos casais novos experimenta um período de “lua de mel” cheio de sexo, que logo vai decaindo com o tempo.

 

 

 

Entender as necessidades do outro é muito importante para resolver os temas de casal

A freqüência normal do coito (ou do desejo sexual) varia desde todos os dias até uma vez por ano, e inclusive nunca, dependendo das suas preferências. A menos que você esteja preocupado pelo seu desejo sexual, ou que esteja causando problemas com seu par, no há necessidade de buscar ajuda profissional.

Voltar ao topo

 

Vamos conhecer um pouco sobre as diferentes fases da resposta sexual

  • Fase de excitação: A excitação sexual começa na mente, com pensamentos e desejos de ter sexo. Nos homens, o pênis começa a ficar ereto. Nas mulheres, a vagina se irriga de sangue, se dilata e começa a segregar lubrificante. Para ambos os sexos, a respiração se torna mais profunda, se eleva a pressão sanguínea e o ritmo cardíaco se acelera.

  • Fase de meseta: A excitação aumenta. Nos homens, o pênis alcança sua máxima ereção. Nas mulheres, a entrada da vagina se estreita e o clitóris se retrai.

  • Orgasmo: Para ambos os sexos, os músculos da parede pélvica começam a se contrair ritmicamente. O orgasmo masculino é acompanhado pela ejaculação. E, em alguns casos, as mulheres também experimentam o que se conhece como ejaculação feminina.

  • Fase de resolução: Para ambos os sexos, se dissipa a tensão muscular, se desacelera o ritmo cardíaco e a respiração, e a pressão sanguínea diminui a seus valores normais.


O desejo sexual pode variar em resposta a fatores externos, como o stress. Além do mais, a libido pode diminuir com certas condições médicas e medicamentos. Igual que em todos os temas de casal, isto requer uma comunicação fluida. Em outras palavras, o bom sexo começa fora do quarto, procurando identificar qualquer disfunção sexual que possa existir.

Existem variadas formas de expressar o desejo sexual. Muitas mulheres gostam de -por exemplo- de segurar a mão, abraçar e beijar seus pares. Estes sinais de afeto podem ser muito agradáveis. Outras mulheres querem diferentes tipos de estimulação sexual, que podem incluir masturbação, sexo oral e penetração.

Quando ambos os membros do casal concordam respeito ao tipo de atividade sexual que desejam manter, geralmente há muito poucos conflitos. No entanto, quando uma pessoa deseja algo que não está dentro dos desejos de seu par, os problemas podem surgir. Algumas vezes uma pessoa tem sua libido mais alta e deseja manter relações sexuais com maior freqüência que seu par, o que gera stress na relação.

Voltar ao topo

 

Os homens jovens, por exemplo, possuem um desejo sexual muito alto, a maioria devido a elevados níveis de testosterona que acontece durante a puberdade. Pensa-se que estes hormônios poderiam ser os geradores de tantas diferenças entre os homens e as mulheres, mas no que diz relação ao casal, geralmente são os problemas entre os amantes que diminuem o desejo sexual.

A resposta sexual dos homens se incrementa com coisas como filmes pornográficos, ou olhar para mulheres que eles consideram atraentes. As mulheres, por outro lado, se excitam com palavras, emoções íntimas e sinais de afeto como os beijos e as caricias. Falando sobre estas diferenças, o casal pode discutir de una maneira cordial o que precisa cada um dos amantes. Ou simplesmente dizer ao seu par o que você precisa e o que te estimula. Esse já é um importante primeiro passo para solucionar os problemas sexuais.

Muitos casais utilizam alimentos afrodisíacos para elevar sua libido e alcançar uma melhor vida sexual. Apesar de que existem numerosos produtos e medicamentos no mercado que asseguram resultados milagrosos, tenha muito cuidado com eles e não os consuma a menos que o seu médico tenha recomendado. Mas não há risco em experimentar – sem consulta prévia – com alimentos naturais e ver qual é o efeito dele sobre sua libido.

Há uma grande quantidade de situações que podem te levar a uma libido baixa ou diminuída. Sabe-se que o cérebro é o órgão sexual mais importante, o que sugere que as emoções jogam um papel importante nas nossas vidas sexuais. O stress (por problemas no trabalho, com o dinheiro, familiares doentes, problemas matrimoniais e outros temas) pode causar que a libido diminua dramaticamente. É difícil se sentir desejável e se excitar quando você está constantemente preocupado por como vai pagar as contas.

Os homens e as mulheres respondem de forma diferente a stress. As mulheres usualmente notam sua libido baixa quando suas vidas são estressantes, mas alguns homens de fato aproveitam a atividade sexual como uma forma de reduzir o stress. Entender as necessidades do outro é muito importante para resolver os problemas de casal.

Voltar ao topo

500 Ideas

ellas a ellos





 


Voltar de Libido para Meu Guia Sexual